Discurso sobre a Obesidade Infantil

O Deputado STEFANO AGUIAR (PSD-MG) pronuncia o seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, o assunto que trago hoje é muito preocupante e tem causado sérios danos à população e aos governos estaduais e municipais. No dia 11 de outubro foi comemorado o Dia Mundial de Combate à Obesidade e no dia 12 o Dia das Crianças, por serem  datas de grande importância resolvi falar sobre a obesidade infantil, um mal terrível que assola milhões de crianças em todo o País.

Antigamente, era simpático ver uma criança gordinha e a maioria pensava se tratar de algo saudável. Mas hoje, a obesidade infantil, assim como a adulta, é um sério problema de saúde pública. De acordo com dados do IBGE, quase metade das crianças brasileiras de 5 a 9 anos tem obesidade ou sobrepeso, o que significa um universo de 47,6%. Já na faixa etária de 10 a 19 anos, um em cada quatro está acima do peso, ou seja, 26,45% desse grupo.

Estamos diante de uma realidade assustadora, Caros Colegas, haja vista que o sedentarismo e a alimentação inadequada têm sido os principais vilões. Em menos de 5% dos casos, segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, o excesso de peso se deve a doenças endocrinológicas.

A obesidade infantil realmente é um problema terrível, pois pode causar diabetes, colesterol alto, insônia e hipertensão. De acordo com os médicos, em praticamente 100% dos casos, os culpados são os pais. Não podemos negar que o ambiente familiar influencia muito no comportamento do filho até a idade adulta.

Hábitos simples, mas eficazes, podem mudar a vida de uma família. Trocar o passeio no shopping por uma ida ao parque, andar de bicicleta ou fazer uma caminhada ao redor do bairro, por exemplo, já ajuda bastante a inserir a atividade física na rotina de todos. Como dizem os profissionais de educação física: o importante é se movimentar.

Continuarei defendendo nesta Casa políticas públicas voltadas à criação e ao incentivo de práticas mais saudáveis para crianças, adolescentes e jovens. Precisamos começar uma enorme campanha de conscientização junto às escolas a fim de tirar os nossos jovens do sedentarismo e incentivá-los a adotar uma alimentação mais saudável. É isso que faremos com mais ênfase neste novo mandato.

Portanto, Senhor Presidente, quero reafirmar o nosso compromisso com a saúde e o bem-estar da nossa gente, pois combater a obesidade infantil é um dever de todos nós.

Senhor Presidente, solicito a Vossa Excelência que meu pronunciamento seja divulgado pelos órgãos de divulgação da Casa Legislativa e no Programa Á Voz do Brasil.