Palavra do Deputado – Semana do Meio Ambiente

O Deputado STEFANO AGUIAR (PSD-MG) pronuncia o seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, quero registrar nesta oportunidade, que anteontem foi comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente, uma data muito significativa para refletirmos sobre os problemas ambientais existentes e o que cada um de nós está fazendo em prol da sustentabilidade da vida no Planeta.

Não basta saber que somos os grandes responsáveis pela degradação do meio ambiente. Precisamos fazer a nossa parte e aprender a conviver com uma nova cultura que nos remete a práticas cotidianas simples, mas eficazes, tais como: reciclagem, reaproveitamento e reutilização. Essas ações fazem toda a diferença, haja vista que os recursos naturais disponíveis são finitos e merecem nosso cuidado.

Temos que mudar urgentemente a maneira com que nos relacionamos com a natureza. É fato que já estamos pagando um preço alto pela negligência e ganância de um capitalismo desenfreado e crescendo.

Cabe a nós, parlamentares, continuarmos elaborando políticas públicas que conscientizem as pessoas sobre a importância da preservação da biodiversidade e, ao mesmo tempo, tornem mais rígidas as penalidades para os seus infratores.

Estou certo que se preservarmos os nossos ecossistemas viveremos melhor e garantiremos um futuro mais promissor para as futuras gerações. Apesar de simples, algumas dicas podem fazer uma diferença gigantesca, como economizar água e energia elétrica, não comprar ou vender animais silvestres, e evitar hábitos consumistas, comprando apenas o que for necessário, entre outras práticas.

Parece que uma parcela considerável da população não tive a consciência necessária de que a água é bem finito. Desperdício e mal-uso ao longo de décadas acabou por gerar a grave crise hídrica atual. Se não fosse o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos, criado há 20 anos, estaríamos numa situação ainda mais crítica.

Mas o problema da escassez é uma realidade que assusta e tende a piorar se não mudarmos alguns conceitos e ações. Estamos sentindo na pele os efeitos do descaso e da irresponsabilidade de muitos. Como recuperar uma área degradada é difícil, a melhor opção seria preservarmos os recursos ambientais disponíveis para não entrarmos em colapso daqui a poucos anos.

A imprensa noticia todos os dias, Senhor Presidente, cenas lamentáveis de racionamentos e falta d’água em diversas regiões do País. Áreas que antes eram rios estão se transformando em verdadeiros desertos e estados predominantemente ricos em água já estão sofrendo os efeitos da contaminação. Parece que nada e ninguém escapa das consequências da degradação ambiental.

Portanto, Senhor Presidente, utilizemo-nos desta importante data para analisarmos o quão desastroso seria o mundo sem a riqueza da biodiversidade. Faço um alerto: a nossa qualidade de vida será proporcional ao cuidado que tivermos com o meio ambiente, nosso maior patrimônio.

Basta de destruição!

Muito obrigado.